Início Artigos Jutan Araújo escreve – Câmara não ajuda o prefeito no combate ao...

Jutan Araújo escreve – Câmara não ajuda o prefeito no combate ao coronavírus

0

A entrevista concedida ontem (4),  pelo pré-candidato a vereador da cidade de Camaçari,  Jamesom da Silva (PSL), ao meu programa de rádio Bahia Política, mostrou que além de preparado para assumir uma cadeira na câmara municipal; à vontade vinda das ruas, tem demonstrado que não somente ele, como outros pré-candidatos estão prontos para ocupar aquelas caríssimas e confortáveis cadeiras dos atuais vereadores, sem expressão, com raríssimas exceções da cidade do pólo.

Foto: Ascom/PMC

Camaçari não aguenta mais ter uma câmara omissa, principalmente nos momentos em que a cidade mais precisa, como agora, nessa pandemia do coronavírus. Hoje, mais uma vez o Prefeito Antônio Elinaldo (DEM), sozinho com os demais membros do Poder Executivo está cuidando da cidade, com noites perdidas e preocupado com o aumento de casos na cidade. Mesmo fazendo um sacrifício enorme com queda na arrecadação, os funcionários, prestadores de serviços e fornecedores continuam recebendo seus pagamentos em dia.

O que ma chama a atenção é que não ví até agora, uma ação da tão cara câmara de vereadores visando ajudar nesse combate ao inimigo invisível. Cada “amiguinho do povo”, custa cerca de R$ 85.000,00 (oitenta e cinco mil reais), por mês aos cofres públicos; dinheiro esse vindo dos nossos impostos para bancar a “mordomia de vários “come-dorme”.

Neste momento de crise sanitária e financeira que vive o município, a câmara de Camaçari deveria suspender de imediato o contrato de locação de veículos, fornecimento de combustível e algumas outras inúmeras regalias que os “meninos” tem, sobrando dinheiro para devolver aos cofres da prefeitura no fim do ano. Esse dinheiro que serviria para o prefeito ajudar na cesta de Natal dos que realmente precisam, são cadastrados e ainda não recebem nenhum tipo de benefício da prefeitura. Esse seria um papel de no mínimo preocupação com os moradores, principalmente aqueles que pisam na lama diariamente e não tem um emprego para levar o sustento pra casa.

Nessa, que na minha opinião é a pior legislatura já vista na história de Camaçari, o povo não está no poder, como preza a nossa Constituição. Até os vereadores de oposição, na sua maioria, estão calados e não prestam o seu papel de sugerir nada neste sentido para os “coitados” que perderam uma parte do domingo para eleger esses “meninos da moralidade”. A coisa está tão feia, que até os exames para testar o coronavírus em alguns vereadores da cidade, quem pagou foi a câmara, ou seja, nos moradores da cidade que não temos condições de fazer um teste rápido numa UPA, a não ser se chegarmos lá “já nas últimas”.

Temos que mudar essa vergonha instalada na cidade, esse poder legislativo de Camaçari é a maior vergonha dos últimos anos e só vai mudar quando cada um aprender a usar melhor o título de eleitor, tirando a maioria dessa mordomia, enquanto nós, brigamos na fila de um banco para receber um auxílio emergencial.

Foto: Bahia Política

Jutan Araújo – Radialista ‘Sem Meias Verdades’

Print Friendly, PDF & Email
Entre em contato pelo WhatsApp Bahia Política