Início Política Ireuda Silva e Bruno Reis lançam SIMM Mulher para aumentar inserção feminina...

Ireuda Silva e Bruno Reis lançam SIMM Mulher para aumentar inserção feminina no mercado de trabalho

0
Ireuda Silva/ Divulgação

A vereadora Ireuda Silva (Republicanos) e o vice-prefeito Bruno Reis estiveram na sede do SIMM (Comércio), na manhã desta quarta-feira (12), para o lançamento do SIMM Mulher, o Serviço Municipal de Intermediação de Mão de Obra da Mulher Soteropolitana. O objetivo projeto, idealizado pela republicana, é aumentar a inserção das mulheres no mercado de trabalho e movimentar a economia da capital baiana, cidade marcada por alto índice de desemprego e inúmeras desigualdades. O serviço também concederá cursos de capacitação a distância com professores qualificados.

O projeto é fruto de indicação de Ireuda, aprovada pela Câmara Municipal e acolhida pelo prefeito ACM Neto e pelo vice-prefeito Bruno Reis. “Fico muito feliz que o prefeito ACM Neto e o vice-prefeito Bruno Reis tenham se sensibilizado quanto à importância de um projeto como esse. Mostra que a prefeitura de Salvador está preocupada com essa realidade desfavorável das mulheres de nossa cidade. Buscar diariamente políticas que diminuam a desigualdade é um desafio e um dever de todos que ocupamos funções representativas. Penso que esse projeto também pode beneficiar especialmente as mulheres negras, que são maioria em nossa cidade e, além de sofrerem com o machismo, são também vítimas do racismo”, diz a republicana, que é presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher.

Publicidade

Ainda de acordo com Ireuda, a situação de vulnerabilidade da mulher foi agravada pela pandemia do novo coronavírus.  Vítimas do machismo, são muitas vezes preteridas em seleções e ganham menos que os homens, mesmo quando possuem qualificação igual ou superior.

No evento, com presença restrita de assessores e jornalistas, Bruno Reis elogiou Ireuda pela iniciativa. “Ireuda tem diversas bandeiras, iniciativas, em defesa da mulher. Sabemos que Salvador ainda é muito pobre, e só vamos mudar essa realidade com geração de emprego e renda. Tudo isso insere a mulher nesse contexto, com um olhar especial para a mulher. Esse será o foco do nosso trabalho. Queria parabenizar a vereadora Ireuda pela ideia, que é uma entusiasta desse trabalho. Diversas campanhas, diversas batalhas em defesa da mulher”, disse o vice-prefeito.

Dados do ano passado mostram que o desemprego entre mulheres é o maior em 15 anos na Região Metropolitana de Salvador. De 2017 para 2018, 32 mil mulheres ficaram desempregadas, um aumento de 13%.

Publicidade

Como se não bastasse, a vulnerabilidade das mulheres negras ao desemprego é 50% maior. Estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que a cada 1 ponto percentual a mais na taxa de desemprego, as mulheres negras sofrem, em média, aumento de 1,5 ponto percentual. Por outro lado, elas têm mostrado um grande potencial para contornar as dificuldades: na última década, o volume de mulheres à frente dos pequenos negócios cresceu 18%, enquanto que o dos homens teve um aumento de apenas 8%, de acordo com pesquisa realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Print Friendly, PDF & Email
Entre em contato pelo WhatsApp Bahia Política