Início Destaque Depois de Fux, Moraes também pede à PF íntegra de mensagens apreendidas

Depois de Fux, Moraes também pede à PF íntegra de mensagens apreendidas

0
Foto : Antonio Cruz/Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, requisitou, na noite desta quinta-feira (1º), a íntegra do material apreendido pela Polícia Federal (PF) na Operação Spoofing. O ministro determinou também que as mensagens apreendidas com os suspeitos de terem hackeado celulares de autoridades sejam encaminhadas ao Supremo no prazo de 48 horas. As informações foram divulgadas pela Folha de São Paulo.

“Diante de notícias veiculadas apontando indícios de investigação ilícita contra ministros desta corte [STF], expeça-se ofício ao juízo da 10ª Vara Federal Criminal de Brasília solicitando cópia integral do inquérito e de todo o material apreendido” na operação, determinou Moraes. ​

Moraes fez a requisição horas depois de o colega Luiz Fux ter concedido liminar para determinar que as mensagens sejam preservadas e também enviadas ao STF.

A medida tira das mãos da PF, subordinada ao ministro da Justiça Sérgio Moro, e do juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, o domínio sobre a informação do inquérito que culminou na prisão de quatro suspeitos de hackear a conta do aplicativo Telegram de autoridades, entre elas, Moro. Na semana passada, o ministro informou a autoridades que também foram hackeadas que destruiria as mensagens, obtidas de forma ilícita.

Print Friendly, PDF & Email