Início Política MPF denuncia Paulo Preto por lavagem de US$ 400 mil

MPF denuncia Paulo Preto por lavagem de US$ 400 mil

0
Foto: Antonio Cruz (Agência Brasil)

A força-tarefa Lava Jato do Ministério Público Federal no Paraná denunciou, mais uma vez, o ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, pelo crime de lavagem de dinheiro.

Segundo o jornal O Estado de S. Pauo, nesta acusação, referente a fatos de 2016, o ex-diretor teria feito movimentações de US$ 400 mil, com o uso de contas no exterior, e auxílio do doleiro Rodrigo Tacla Duran. Procuradores também pedem que seja expedido novo decreto de prisão contra o suposto operador do PSDB.

Vieira de Souza já está condenado à mais alta pena da história da Lava Jato: Maria Isabel do Prado, da 5.ª Vara Federal de São Paulo, impôs a ele 145 anos e oito meses de prisão por peculato de R$ 7,7 milhões na Dersa. Ele também foi sentenciado a 27 anos e 8 dias por crimes de cartel e fraude em São Paulo.

Apesar de sentenciado em São Paulo, ele está preso desde 19 de fevereiro, no âmbito da Operação Lava Jato no Paraná, onde já foi denunciado também por lavagem de R$ 100 milhões – o dinheiro teria abastecido o departamento de propinas da Odebrecht, com o fim de pagar propinas a ex-diretores da Petrobrás. Ele está sob suspeita de operar propinas para políticos do PSDB.

Print Friendly, PDF & Email