Início Artigos Cleiton Pereira escreve – A reforma da Previdência e a forma da...

Cleiton Pereira escreve – A reforma da Previdência e a forma da postura

0

Discutir e até discordar da reforma da previdência é uma coisa. Aproveitar para fazer palanque para partidos e políticos  é outra.

Basta olhar a camisa que muita gente que tá contra a reforma da previdência está vestindo, pra ver que ela fala muito mais sobre o “Lula livre” do que as questões a serem debatidas na reforma em análise na Câmara dos Deputados. O tempo mínimo de contribuição e idade mínima para percepção dos proventos, bem como sua proporcionalidade não aparecem na pauta das discussões da esquerda e em seus “protestos”, que na verdade são manifestações de apoio a políticos presos e a partidos envolvidos totalmente em esquemas de corrupção. Estão sendo extremamente passionais e irracionais. Assim como o namorado traído que se vinga da ex após ser deixado. Não para sequer pra refletir que ele teve a oportunidade de ser a diferença, ter evitado de ser largado, e não foi.

Do modo similar foi com o Partido dos Trabalhadores – PT, que teve oportunidade por 12 anos de fazer reformas (não só a da previdência), como a agrária, a política, a tributária, etc… Mas preferiu fazer somente as reformas do sítio de Atibaia e do Triplex do ex-presidente e atual presidiário Lula.

É inacreditável que tiveram a chance de fazer reformas justas, milagrosas, mágicas e sem atingir nenhuma categoria, trabalhador, idoso ou pensionista e não fizeram. Tinham maioria no Congresso por muito tempo, ainda que a base de mensalinhos e mensalões, mas tinham!

Eles realmente desaprenderam a fazer oposição ao governo. Hoje são intensivamente raivosos e passionais. Parecem papagaios de piratas. Preparam uma ou duas frases de efeito, com no máximo três palavras e saem aos berros.

Isso é fazer oposição? Isso é fiscalizar o governo?

Contraponham com argumentos sólidos e números concretos. Pesquisem e convençam os governistas inteligentes e a própria população de que vocês tem propostas viáveis para o Brasil, para Estados e Municípios.

Aproveitem a reforma da previdência e reformem suas maneiras de pensar e agir.

Por mais debates e menos imposições!

Chefe de Gabinete da STT (Superintendência de Trânsito e Transporte Público de Camaçari)

 

* Os artigos não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

 

Print Friendly, PDF & Email