Extração ilegal de areia devasta área de proteção em Camaçari

Sem a autorização obrigatória do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) a areia do Parque das Dunas, no Litoral Norte da Bahia, para em seguida caçambeiros chegarem e levar o mineral para longe dali. O agravante é que as dunas ficam dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) Joanes Ipitanga, espaço demarcado desde 1999 pelo governo estadual e que se divide entre sete cidades da Região Metropolitana de Salvador (RMS). A atividade começa antes que o sol apareça, quando os primeiros cavadores chegam à lavra clandestina, ao lado do Condomínio Busca Vida. Boa parte vive a poucos metros dali, na comunidade do Mutirão, que fica entre as dunas e a Estrada do Coco. Dentre os cavadores, alguns aparentam ser adolescentes. No meio deles, até crianças.

A administração do Condomínio Busca Vida denunciou o esquema ao escritório de gestão da APA no dia 25 de agosto deste ano. Em 15 de setembro, a Promotoria do Meio Ambiente do Ministério Público Estadual (MP) em Camaçari recebeu a mesma denúncia. Por ofício, o promotor Luciano Pitta informou ter repassado o caso ao Ministério Público Federal (MPF), por se tratar de extração ilegal de minerais (por lei, todo mineral é um bem da União). (CB)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>