Jutan Araújo escreve – A decadência do PRB na Bahia

Jutan Araújo escreve – A decadência do PRB na Bahia

0
COMPARTILHAR

O Partido Republicano Brasileiro na Bahia, estava ganhando espaço político, crescendo em várias cidades do estado. Quando o partido era comandado pelo Deputado Márcio Marinho, muitas andanças e a política debatida a sério, coisa que aparentemente não vem acontecendo nos últimos meses, o PRB esta perdendo sua identidade no estado.

Depois que puxaram o tapete do bispo, uma tia passou a comandar a sigla partidária na Bahia, de lá pra cá, o partido só vem perdendo espaço e hoje conta com um quadro político com nomes que já foram ou estão sendo testados e desaprovados. Podemos citar alguns exemplos do momento que vive o PRB baiano.

Em Camaçari, uma das mais importantes cidades da Bahia, o PRB tinha um pensamento diferente na eleição municipal, mas segundo alguns dirigentes da sigla local, a direção estadual empurrou “guela a baixo” o deputado federal Caetano como o candidato a prefeito apoiado pelo partido, resultado, só fez um vereador, o Bispo Jair, candidato da Igreja Universal. Os outros candidatos não tiveram apoio e morreram politicamente na beira da praia, vendo que a intervenção estadual sem ouvir a local, só fez o partido ficar nanico e sendo oposição ao prefeito eleito.

Em Conceição do Jacuípe, a atual prefeita Normélia Correia, que também é do PRB, está fazendo umas das piores administrações da Bahia, segundo a própria comunidade que participa do programa Bahia Política e faz dezenas de denuncias e reclamações sobre a “tragédia administrativa”. São denúncias que envolvem verba do governo federal e do próprio município. Na Câmara de vereadores, em todas as sessões tem denúncias enquanto o povo sofre, principalmente nas áreas da saúde, infraestrutura e educação. A nossa querida Berimbau é mais uma cidade onde o PRB comanda, e o resultado é esse, transtorno para a população.

Como se não bastasse, a Tia que está aparentemente “afundando o partido”, deixou o mandato de Deputada Federal para assumir uma secretaria na prefeitura de Salvador, não valorizando os votos “de cabresto” que a fizeram ser uma representante do estado na Câmara Federal. Mais um “golpe” em vários militantes e eleitores que acompanham o partido.

Agora querem tirar a legenda de um dos poucos nomes que ainda segura o restinho do prestigio que o partido conquistou lá atrás. O Deputado Sidelvan Nóbrega, pode ser mais um a ser usado e colocado no escanteio pelo partido da igreja. Essa história volta a se repetir, já vimos isso num passado bem recente, quando colocaram de lado o ex-deputado Luiz Moreira e Reginaldo Germano que tanto colaboraram com grupo. Agora a perversidade vai para um homem de bem, respeitado e admirado por eleitores e colegas de parlamento. Se isso realmente acontecer, vai o último ato do partido para terminar de fechar a “tampa do caixão político”.

O maior desafio do PRB na Bahia vai ser arrumar os cacos, o restinho que sobrou porque politicamente todas as cartadas que o partido deu desde o início da era da Tia Eron, foram erradas e reprovadas pela população.

Em Camaçari o Vereador Bispo Jair entra na sessão “mudo e sai calado”, de cabeça baixa, já a prefeita de Conceição do Jacuípe não pode aparecer publicamente que é vaiada. Talvez seja esse tipo de político que o partido mereça, e vida que segue.

 

Jutan Araújo

Radialista Sem Meias verdades

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA